Novo indicador de propensão ao consumo mostra que 58% pretendem cortar gastos em março

Mais de um terço dos consumidores não conseguiram pagar todas as contas no último mês. 43% utilizaram algum tipo de crédito.

O Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) iniciam a divulgação mensal do Indicador de Uso de Crédito e de Propensão ao Consumo, que busca reunir dados sobre a evolução da utilização de crédito e consumo em geral pelos consumidores, duas variáveis importantes da economia e de interesse particular do varejo. O novo indicador de propensão ao consumo aponta que 58% dos consumidores pretendem cortar gastos no mês de março, enquanto 31% afirmam que irão manter os gastos e somente 5% disseram que irão aumentar. Além disso, o levantamento também mostra que mais de um terço dos entrevistados (34%) estão no vermelho, ou seja, não conseguiram pagar todas as contas em fevereiro. Quase metade (49%) estão no zero a zero – sem sobras e sem falta de dinheiro – e 15% estão com sobras, sendo que 11% pretendem guardar o excedente e 4% querem gastar.

Segundo Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC Brasil, o cenário de dificuldades da maioria dos entrevistados pode ser reflexo da crise econômica e de excessos no período de festas, além das despesas típicas de início de ano. “Um descontrole nas comemorações de fim de ano, quando o apelo ao consumo é maior, aliado às contas e tributos do início do ano, pode gerar dificuldades financeiras”, avalia. “Pensando no reequilíbrio do orçamento, é importante que as despesas sejam reduzidas e compras desnecessárias sejam evitadas”, completa.

Fonte: Site CNDL.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *